Loading

José Paulo Santos

Se viesses agora...

Se viesses agora,

soltaria as crinas dos incêndios

e todos os vulcões no dorso dos mares.

Das árvores e das flores

sopraria as baladas na dança

do pólen.


Se viesses agora,

cavalgaria nos confins dos céus

e por terras cadentes de estrelas.

Das chamas e das águas

rasgaria o ventre da sinfonia

do vento.


Se viesses agora,

beberia as sílabas dos poetas

e o néctar das sedas dos lábios.

Das selvas e do fogo

ergueria as estátuas do grito

da alma.

Ai, se viesses agora...


2018, José Paulo Santos

Todos os direitos reservados